sábado, 17 de fevereiro de 2018

A Espada Simbólica - Emmanuel

Livro: Caminho, Verdade e Vida
Emmanuel
Francisco Cândido Xavier

“Não cuideis que vim trazer a paz à Terra; não vim trazer a paz, mas a espada.” — Jesus. (Mateus, Capítulo 10, Versículo 34.)

Inúmeros leitores do Evangelho perturbam-se ante essas afirmativas do Mestre Divino, porquanto o conceito de paz, entre os homens, desde muitos séculos foi visceralmente viciado. Na expressão comum, ter paz significa haver atingido garantias exteriores, dentro das quais possa o corpo vegetar sem cuidados, rodeando-se o homem de servidores, apodrecendo na ociosidade e ausentando-se dos movimentos da vida. Jesus não poderia endossar tranquilidade desse jaez, e, em contraposição ao falso princípio estabelecido no mundo, trouxe consigo a luta regeneradora, a espada simbólica do conhecimento interior pela revelação divina, a fim de que o homem inicie a batalha do aperfeiçoamento em si mesmo. O Mestre veio instalar o combate da redenção sobre a Terra. Desde o seu ensinamento primeiro, foi formada a frente da batalha sem sangue, destinada à iluminação do caminho humano. E Ele mesmo foi o primeiro a inaugurar o testemunho pelos sacrifícios supremos.
Há quase vinte séculos vive a Terra sob esses impulsos renovadores, e ai daqueles que dormem, estranhos ao processo santificante! Buscar a mentirosa paz da ociosidade é desviar-se da luz, fugindo à vida e precipitando a morte. No entanto, Jesus é também chamado o Príncipe da Paz. Sim, na verdade o Cristo trouxe ao mundo a espada renovadora da guerra contra o mal, constituindo em si mesmo a divina fonte de repouso aos corações que se unem ao seu amor; esses, nas mais perigosas situações da Terra, encontram, n’Ele, a serenidade inalterável. É que Jesus começou o combate de salvação para a Humanidade, representando, ao mesmo tempo, o sustentáculo da paz sublime para todos os homens bons e sinceros.




O Próximo - Emmanuel

Livro: Assim Vencerás
Emmanuel
Francisco Cândido Xavier


O próximo, em cada minuto, é aquele coração que se acha mais próximo do nosso, por
divina sugestão de amor no caminho da vida.
No lar, é a esposa e o esposo, os pais e os filhos, os parentes e os hóspedes.
No templo do trabalho comum, é o chefe e o subordinado, o cooperador e o companheiro.
Na via pública, é o irmão ou o amigo anônimo que nos partilham a mesma estrada e o
mesmo clima.
Na esfera social, é a criança e o doente, o desesperado e o triste, as afeições e os laços da
solidariedade comum.
Na luta contundente do esforço humano, é o adversário e o colaborador, o inimigo
declarado ou oculto ou, ainda, o associado de ideais que nos surgem por instrutores.
Em toda parte, encontrarás o próximo, buscando-te a capacidade de entender e de ajudar.
Auxilia aos outros com aquilo que possuas de melhor.
Os santos e os heróis ainda não residem na Terra.
Somos Espíritos humanos, mistos de luz e sombra, amor e egoísmo, cultura e
ignorância.
Cada humano, na fase evolutiva em que nos encontramos, traz uma auréola incompleta de
rei e uma espada de tirano.
Se chamas o fidalgo, encontrarás um servidor.
Se procuras o guerreiro, terás um inimigo feroz pela frente.
Por isso mesmo, reafirmou Jesus o antigo ensinamento da Lei: - “ama o próximo, como a ti
mesmo”.
É que o Espírito, quando ama verdadeiramente, encontra mil meios de auxiliar, a cada
instante, e o próximo, na essência, é o degrau que nos aparece diante do coração, por
abençoado caminho de acesso à Vida Celestial.


sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Necessidade Essencial - Emmanuel

Livro: Vinha de Luz
Emmanuel
Francisco Cândido Xavier


“Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça.” - Jesus. (Lucas, 22:32.)


Justo destacar que Jesus, ciente de que Simão permanecia num mundo em que imperam as vantagens de caráter material, não intercedesse, junto ao Pai, a fim de que lhe não faltassem recursos físicos, tais como a satisfação do corpo, a remuneração substanciosa ou a consideração social.
Declara o Mestre haver pedido ao Supremo Senhor para que em Pedro não se enfraqueça o dom da fé.
Salientou, assim, o Cristo, a necessidade essencial da criatura humana, no que se refere à confiança em Deus, num círculo de lutas onde todos os benefícios visíveis estão sujeitos à transformação e à morte.
Testemunhava que, de todas as realizações sublimes do homem atual, a fé viva e ativa é das mais difíceis de serem consolidadas. Reconhecia que a segurança espiritual dos companheiros terrestres não é obra de alguns dias, porque pequeninos acontecimentos podem interrompê-la, feri-la, adiá-la. A ingratidão de um amigo, um gesto impensado, a incompreensão de alguém, uma insignificante dificuldade, podem prejudicar-lhe o desenvolvimento.
Em plena oficina humana, portanto, é imprescindível reconheças a transitoriedade de todos os bens transferíveis que te cercam. Mobiliza-os sempre, atendendo aos superiores desígnios da fraternidade que nos ensinam a amar-nos uns aos outros com fidelidade e devotamento. Convence-te, porém, de que a fé viva na vitória final do espírito eterno é o óleo divino que nos sustenta a luz interior para a divina ascensão.



Em Favor do Mundo - Emmanuel

Emmanuel
Livro: Caridade
Francisco Cândido Xavier
Espíritos Diversos

Antes que o olhar se nos fixe nos mundos brilhantes, que evoluem mais alto no campo
da Universidade Divina, lembra a Terra amorosa que te acolhe e bendiz.
***
Repara a gleba em que te encontras.
Espinheiros e flores se misturam.
Pedra e lama impedem a sementeira digna em vastas regiões que se fazem inóspitas.
Vermes e plantas venenosas perturbam grandes linhas da paisagem.
***
Esta é a casa de trabalho em que o Senhor te situou.
Faze alguma coisa por melhorá-la, embelezá-la ou engrandecê-la.
***
Auxilia ao trabalhador na conservação do bom ânimo.
Socorre o enfermo, a fim de que se restaure.
Ampara as sementes do bem.
Inspira a coragem aos que te fraquejam.
Acende alguma luz para as sombras.
Amassa o pão do reconforto para quem te reclama o concurso fraterno.
Produze a gota de remédio que regenera o doente.
Defende a fonte cristalina.
Planta uma árvore valiosa no caminho em que transitas ou faze um vaso humilde florir à
porta do lar e estarás enriquecendo o berço em que nasceste, elevando a existência, a
favor daqueles que virão depois dos teus passos.
***
Quem não valoriza a candeia próxima, dificilmente entenderia o esplendor da estrela
distante.
***
Quem despreza o alfabeto não atinge a ciência.
***
É preciso começar com o bem e persistir com ele se desejamos a perfeição.
Cada qual, porém, avança na senda que lhe é própria.
Ninguém caminhara para a gente sobre o alheio esforço.
***
Antes de pretendermos o ingresso nos mundos venturosos e redimidos, salvemos o
chão em que nos firmamos, construindo o mundo mais feliz de amanhã pela melhoria de
nós mesmos.
Não vale contemplar sem agir, nem sonhar sem fazer.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Autorretrato - Albino Teixeira

Livro “Astronautas do Além”
Albino Teixeira
Psicografia Francisco Cândido Xavier


Sempre que a nossa palavra censura; justifica; levanta; rebaixa; deprecia; louva; depreda; restaura; complica; auxilia, apoia; fere;
abençoa ou condena seja a quem for, estamos fazendo o nosso próprio retrato.
E isso acontece porque sendo as atitudes, os pensamentos, as ideias, as emoções, os planos e as intenções dos outros, realidade dos outros – cujas origens autênticas não conseguimos penetrar – toda vez que nos referimos aos outros estamos sempre efetuando a projeção parcial ou total de nós mesmos.


Ação e Oração - Emmanuel

Livro: “Rumo Certo”,
de Francisco Cândido Xavier,
pelo Espírito Emmanuel

Sempre muito importante a oração por luz interior, no campo íntimo, clareando passos e decisões, sem nos despreocuparmos, porém, da ação que lhe complemente o valor, nos domínios da realidade objetiva
-o-
Pedirás a proteção de Deus para o doente; no entanto, não te esquecerás de estender-lhe os recursos com que Deus já enriqueceu a assistência humana, a fim de socorrê-lo.
-o-
Solicitarás o amparo da Providência Divina, a benefício do ente amado que se tresmalhou em desequilíbrio; todavia, não olvidarás apoiá-lo com segurança e bondade, na recuperação necessária, segundo os preceitos das ciências espirituais que a Divina Providência já te colocou ao dispor nos conhecimentos da Terra.
-o-
Rogarás ao Céu te liberte dos que te perseguem ou dos que ainda não se harmonizam contigo; entretanto, não lhes sonegarás tolerância e perdão, diante de quaisquer ofensas, conforme os ensinamentos de paz e restauração que o Céu já te deu, por intermédio de múltiplos Instrutores da Espiritualidade Maior, em serviço no mundo.
-o-
Suplicarás a intercessão dos Mensageiros da Vida Superior para que te desvencilhes de certas dificuldades materiais, diligenciando, porém, desenvolver todas as possibilidades ao teu alcance, pelo obtenção de trabalho digno, que te assegure a superação dos obstáculos, na pauta das habilitações que os Mensageiros da Vida Superior já te ajudaram a adquirir.
-o-
Ação é serviço.
Oração é força.
Pela oração a criatura se dirige mais intensamente ao Criador, procurando-lhe apoio e bênção, e, através da ação, o Criador se faz mais presente na criatura, agindo com ela e em favor dela.



Nunca Sem Esperança - Meimei

Meimei
Francisco Cândido Xavier, por
Diversos Espíritos

Se o pranto te encharca a existência, recorre a Deus no exercício do bem e
acharás Deus nas entranhas da própria alma, a propiciar-te consolo.
Se sofres incompreensão, auxilia ainda e sempre aos que te não entendem e
encontrarás Deus no imo do próprio espírito, a fortalecer-te com o bálsamo da
piedade pelos que se desequilibram na sombra.
Se tem menosprezam ou te injuriam, guarda-te em silêncio no auxílio ao próximo e
surpreenderás Deus no íntimo de teus mais íntimos pensamentos, prestigiando-te
as intenções.
Se te golpeiam ou censuram, cala-te edificando a felicidade dos que te rodeiam e
Deus falará por ti na voz inarticulada do tempo.
E, se erraste, não tombes em desespero, mas, trabalhando e servindo receberás
de Deus a oportunidade da retificação e da paz.
Sejam quais forem as aflições e problemas que te agitem a estrada, confia em
Deus, amando e construindo, perdoando e amparando sempre, porque Deus,
acima de todas as calamidades e de todas as lágrimas, te fará sobreviver,
abençoando-te a vida e sustentando-te o coração.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Testes da Vida - Emmanuel

Livro: Pronto Socorro
Emmanuuel
Francisco Cândido Xavier

Não te omitas, na hora da provação.
Se te reconheces em momentos de crise, com severas responsabilidades nos ombros, permanece nos encargos que o mundo te entregou, efetuando o melhor nas tuas possibilidades de servir e aguarda o tempo.
É provável imagines que a carga das obrigações é pesada demais, que o fracasso te espera a qualquer momento, que talvez te vejas em lugar errado ou que as circunstancias te proclamem a incapacidade, na medida m que os obstáculos se ampliam.
No entanto, aceita corajosamente as atribuições que se te confere ao espírito e segue adiante. Reflete no metal precioso conduzindo ao cadinho.
O responsável pela avaliação respectiva submete-o ao fogo forte, até que os elementos inferiores se apartem da liga. E tão-somente depois do material derretido é que o responsável pela triagem não lhe aplica nem mais e nem menos calor, consciente que se acha quanto ao imperativo de não prejudicar a sua própria obra.
Antes os reveses e as dificuldades que se te apresentem à marcha, conserva a paciência e a serenidade para que te ergas à compreensão, conseguindo, assim, suficiente luz em ti mesmo, para a solução dos problemas que te digam respeito, nas realizações em andamento.
Em quaisquer lances da existência, aceita sem reclamar o trabalho que se te pede, em auxilio aos outros e a beneficio de ti mesmo.
Conscientiza-se de que ninguém se encontra a sós.
E qual sucede a nós outros que analisamos os companheiros de ação, existem amigos de condição superior à nossa que igualmente nos observam.
Mantém-te firme nos compromissos com que a vida te honra e guarda a certeza de que os sacrifícios de hoje são, em si, as provas necessárias que nos testifiquem a capacidade para desempenhar mais altos encargos nas atividades de amanhã.





Nos Serviços de Salvação - Bezerra de Menezes

Livro: Cartas do Coração
Espíritos Diversos
Bezerra de menezes

Não peça auxílio exclusivo para as suas necessidades.
Trabalhe a benefício de todos.
Não busque compensação julgando-se favorito da divindade Valorize o serviço de seus irmãos.
Não perca o seu tempo em lamentações infindáveis. Você pode despender as horas com grande utilidade
para os outros e para você mesmo.
Não se detenha na glorificação dos próprios atos. Há muita gente praticando o bem nos caminhos da vida,
sem oportunidade de propaganda.
Não fixe as cicatrizes do próximo, destacando as bênçãos que lhe cercam a estrada. A experiência humana
modifica-se de minuto a minuto.
Não se demore na excessiva indicação do caminho certo aos pés alheios. Lembre-se de que você será
também obrigado a marchar para os testemunhos.
Não espere pela cooperação estranha no trabalho salvacionista. A expectativa inoperante no bem avizinha-se
da preguiça.
Não intoxique o seu corpo com as aplicações indiscriminadas de substância medicamentosa. Equilibre seu
espírito para que a causa iluminada produza efeito felizes.
Não revele os defeitos alheios para acobertar as próprias faltas. A Eterna Justiça conhece-nos a todos de
perto.
Não gaste impensadamente os seus dias na pregação desesperada de princípios renovadores, que você
mesmo tem dificuldade de abraçar. Corrijamos em nós o que nos aborrece nos outros e Jesus fará o resto pela felicidade do mundo inteiro.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...