sábado, 29 de outubro de 2011

Esclarecimentos do culpado

Se você soubesse como eu me encontrava, no momento da agressão, certamente que me não quereria mal, nem pensaria em revide.
O agressor, em verdade, é mais infeliz, porquanto transfere do seu mundo íntimo agitado toda a perturbação de que se sente possuído e não se pode conter.
Se você pudesse saber, realmente, como eu me sentia, vencido pela ira que se fez, a seu turno, meu demorado algoz, com segurança me daria um crédito de confiança, desculpando-me.
Se você pudesse imaginar como eu me encontro neste momento!...
Eu o agredi, é verdade, e reconheço meu erro.
Se você revida, mesmo que mentalmente, o mal que lhe fiz, apiado-me, porque você erra, também, infelicitando-se.
Considere que o cego, ignorando a luz, não pode avaliar o que perde. Todavia, transita magoado e infeliz quando não se clareia por dentro.
A minha situação é mais grave, porquanto, embora vendo, preferi não enxergar...
A vítima é sempre simpática; o agressor faz-se detestável.
O perseguido inspira simpatia; o algoz estimula a aversão.
Quem sofre, gera em torno de si, afetividade; ao passo que o promotor dos sofrimentos, faz-se odiado.
Jesus sensibilizou a História e a Humanidade, todavia, os Seus algozes, ainda hoje são o símbolo da hediondez e da malquerença.
Se você lograsse compreender as injunções negativas daquela momento, bendiria não haver sido o agressor, antes, porém, a vítima.
Ajude-me, na tarefa de soerguimento que ora empreendo, você que se encontra em melhores condições do que eu.
Se você puder, permaneça na posição pacífica, na de vítima, tudo envidando para jamais tornar-se algoz ou agressor de quem quer que seja.
Assim lhe digo, porque conheço o travo da amargura de sofrer e fingir que tendo razão no mal que lhe fiz, havê-lo feito muito bem...
Dê-me sua mão, e erga-me, amigo, necessitado como estou de seu auxílio.

Marcelo Ribeiro (De “Terapêutica de emergência”, de Divaldo P. Franco – Diversos Espíritos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...