domingo, 23 de setembro de 2012

Limpando idéias


Nossos pensamentos são constantes, aparecem como que por encanto no centro da nossa vida.
O insucesso de todas as pesquisas nos revela que ele ainda é um segredo no segredo de Deus.
A formação das idéias vem com a mesma sutileza. Sua direção cabe a nós, que podemos examinar e orientar sua missão, ensejando também sua rejeição mesmo depois de estarem formadas, para que elas não tomem espaço no corredor das palavras, quando não forem boas.
Os cientistas que estudam o aperfeiçoamento dos computadores podem ter um pálida idéia sobre o cérebro humano, mas nunca uma noção definitiva, pois todas as máquinas do mundo são suas filhas.
A engenhosa capacidade da mente é muito maior que o cérebro,
já que ele é filho dela.
Os homens têm uma simples noção do corpo em que habitam temporariamente e estão muito longe de conhecer o corpo espiritual, veículo que usa o Espírito.
As diretrizes tomadas pela alma indicam seu comportamento e a faixa espiritual em que estagia.
Podes conhecer um companheiro pelas suas idéias, pelas suas palavras, enfim, pela sua vida.
O homem espiritualizado, que conhece a si mesmo, trabalha dentro dos seus sentimentos e não se deixa escravizar por idéias inferiores, que nascem dos seus instintos negativos nem pelos pensamentos que se mesclam aos seus, que intercruzam os espaços.
Pelo que sabe e pelo que está aprendendo, limpa sua mente das idéias malfeitoras, assim como apela para os agentes do bem comum,
para que o ajudem no corte das arestas espirituais crescidas em épocas de invigilância.
O joio, por vezes, fica muito tempo com o trigo, no campo da mente.
Os dois crescem juntos. No entanto, na hora da colheita, serão separados e o bom volta ao replantio, enquanto o ruim será lançado ao fogo e reduzido a cinzas, para que a natureza o use em novas transformações.
Nada se perde no grande laboratório da vida.
Quantas pessoas mudarão de conceitos ao lerem livros de elevado teor evangélico e filosófico!
Como começar a cirurgia moral em nós mesmos?
Estamos aqui para responder essas possíveis perguntas, sem nos arvorarmos em mestres no assunto.
Estamos, por misericórdia, na escola do Bem, mas o que ouvimos dos nossos benfeitores espirituais, passamos para os homens, com um único objetivo:
que todos nós ponhamos em prática as regras espirituais trazidas por Nosso Senhor Jesus Cristo.
Não podes usar violência nas modificações que deves fazer no teu mundo interno. Entretanto, não deves ficar imobilizado, com medo das reformas mentais.
Tudo no mundo muda e as mudanças são sempre progressivas. Se a tua conduta não estiver coadjuvada pelo amor, trabalha nela, faze as correções necessárias, como os cientistas fazem correções nas naves que lançam ao espaço.
Tudo, no mundo e na vida, precisa de correções para o reajuste dos padrões que assinalam o Bem em todas as suas ramificações.
Em torno de nós existe uma atmosfera própria, que deve ser limpa dos miasmas inferiores.
Ela é como que uma praia, onde o mar interno e o externo lançam os detritos que podem nos prejudicar.
Limpemos a fonte geradora, que as praias brilharão.
Se te esforçares para adquirir a perfeição, estarás a caminho da harmonia.
Que Deus te abençoe!

(De “Cirurgia moral”, de João Nunes Maia, pelo Espírito Lancellin

Paz e Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...