terça-feira, 5 de março de 2013

Definições

Indagas a uns e a outros qual será a tua tarefa espiritual na Terra.
Informas que os anos se sucedem e ainda não conseguistes detectar qual o ministério
fraternal que deverás exercer, e por isso, te preocupas.
Anelas que alguém espiritualizado ou portador de mediunidade te esclareça qual o melhor
caminho a seguir, como te deverás comportar para sintonizares com precisão e pensamento
dos Espíritos nobres, o que eles poderão dizer-te a respeito dos teus compromissos.
Ínsitos no ser profundo, somente tu podes adentrar-te e auscultar a memória do passado, a
fim de identificares os compromissos assumidos em relação ao futuro.
Alguém poderá deduzir psicologicamente o que poderás realizar. No entanto, nos arcanos do
teu inconsciente estão inscritas as necessidades de evolução e, por consequência, os impositivos
de concretização dos deveres liberativos e auto-iluminativos.
Não te detenhas aguardando revelações que certamente não te chegarão conforme anelas.
Faze algo. Descobre o que melhor se te apresenta no campo do serviço ao próximo em nome do
Bem Supremo, e da início a um compromisso de amor.
Todos anelam por grandes missões, por sacerdócios nos diferentes campos da ciência, do
pensamento, da arte, da fé, esquecidos que aqueles que vieram investidos desse dever
experimentaram dificuldades, sofreram incompreensões, para abrirem espaços nas mentes
fechadas e alargarem fronteiras para as realizações que hoje dignificam o mundo.
Ademais, os grandes e nobres programas começam discretamente, a pouco e pouco, tornando-se
admiráveis pelo seu significado depois de implantados, conhecidos e então indispensáveis.
Igualmente, não te deixes fascinar pela fama, pelo prestígio social, pela importância no mundo,
porque todos esses prêmios que muitos indivíduos perseguem são fogo fátuo que não tem
legitimidade. Por isso mesmo, transitam de pessoas, passam de períodos, perdem o conteúdo,
e exigem grande preço de inquietação, de solidão, de sofrimento interno.
O Apóstolo Paulo, quando foi confundido com um deus e logo se preparou uma procissão para
homenageá-lo, rasgou no peito as vestes e gritou que era um homem putrescível e transitório.
Não te iludas, e não enganes a ninguém.
Serve e passa, experimentando o prazer do que possas realizar em clima de felicidade.

(Obra: Nascente de Bênçãos - Divaldo Pereira Franco / Joanna de Ângelis)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...