segunda-feira, 27 de maio de 2013

Luz da vida

O homem terá efetivamente alcançado culminâncias.
*
Descobriu o vapor e seguiu para o automóvel, campeão de velocidades, mas não prescinde do concurso de quem lhe oriente o trânsito e lhe proteja os veículos.
Iniciou-se na ciência do vôo e partiu para a astronáutica, investigando o Reino Cósmico, no entanto, precisa do lar, na Crosta do Planeta, a fim de retemperar-se e viver no meio que lhe é próprio.
Ensaiou tateante cirurgia de guerra e conquistou a técnica operatória dos dias de hoje, na qual se surpreende com o prodígio dos transplantes, todavia não dispensam à enfermagem que lhe suprima as possíveis ocorrências infelizes.
Criou máquinas que lhe conferem mais tempo à imaginação; entretanto, necessita da proteção de quem se decida a educa-lo para a compreensão das finalidades de sua própria existência na Terra.
*
Em todos os recantos do Orbe, as realizações da inteligência permanecem brilhando, à maneira de píncaros luminosos, mas nos vales do mundo, o suicídio e a delinqüência, a obsessão e o ódio estão ainda muito longe de serem erradicados.
*
Eis porque, em qualquer parte, a caridade, expressando simbolicamente a presença de Deus, é a força do Bem nas deficiências que ainda nos assinalam a todos — os espíritos em evolução — ou mais propriamente a luz da vida, assegurando a paz e a esperança, o amor e o entendimento, em todos os nossos processos de relacionamento e solidariedade, sem a qual as mais nobres aquisições do homem mergulhariam nas trevas.

(De “Confia e segue”, de Francisco Cândido Xavier, pelo Espírito Emmanuel)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...