sábado, 22 de junho de 2013

Tensão emocional

Não raro encontramos, aqui e ali, os irmãos doentes por desajustes emocionais.
Quase sempre não caminham; arrastam-se. Não dialogam; cultuam a queixa e a lamentação.
Insegurança, conflito íntimo, frustração, tristeza, desânimo, cólera, inconformidade e apreensão espancam sutilmente o corpo físico.
Essas repetidas tensões dilapidam o organismo e ensejam moléstia de causa obscura.
Preserva-te contra semelhante desequilíbrio.
Começa por aceitar a vida, tal qual é, procurando melhorá-la com paciência.
Aprende a estimar os outros como se te apresentam, sem exigir-lhes mudanças imediatas.
Dedica-te ao trabalho, sem desprezar o repouso ou o entretenimento que te refazem as energias.
Detém-te no lado melhor de situações e pessoas. Não carregues ressentimentos.
Cultiva a simplicidade, evitando complicações.
Se ocorrer fracasso, admite-o por lição útil.
Trabalhando e servindo, com a paz de consciência, nenhuma tensão emocional te criará desencanto ou doença.

Emmanuel / Médium Francisco Cândido Xavier
Livro: Companheiro (extrato) - Ed. IDE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...