sábado, 14 de dezembro de 2013

Imperativo da paz

Ante ocorrências que te levem a reações negativas, medita no imperativo da paz, que te resguarda no entendimento, para que a cólera não te perturbe.
Se alguém te feriu, observa a condição enfermiça do agressor, que descarrega em ti parte da insatisfação e desespero que traz em si mesmo.
Se outros te prejudicam, segundo teu entender, medita e verás que eles arruínam a si mesmos, criando barreiras para as próprias atividades.
Ante familiares queridos que se desajustam, faze quanto puderes pela restauração da harmonia entre eles, mas respeita-os nas tomadas de posição, sem menosprezar-lhes o livre arbítrio.
Venham as crises e dificuldades que vierem, resguarda-te na tolerância, asserena-te e espera.
Permanece trabalhando e servindo, e a vida, em nome de Deus, te ofertará sempre o máximo de recursos pelo mínimo de teu concurso pessoal na solução dos problemas.
Age com paciência. Recorda que precipitação é queda no remorso, rebeldia é incêndio na alma, azedume é doença e cólera é uma devastação.


Emmanuel / Médium Francisco Cândido Xavier
Livro: Pronto Socorro (extrato) - Ed. CEU

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...