sexta-feira, 12 de junho de 2015

Bezerra de Menezes - Caminhando


... a experiência na Terra, em muitas ocasiões, pode ser comparada à viagem de um homem, através de selva incomensurável. É preciso compreender a necessidade de vigilância para que os perigos se não convertem em desastres e para que a expectativa não se transforme em angústia.
Acendamos a lâmpada vida da prece e caminhemos, adiante, à procura do Cristo e em serviço d’Ele, nosso Divino Mestre, ao pé dos semelhantes.
... esqueçamos a agressividade do solo inculto e a sombra do matagal para nos lembrarmos constantemente de que é preciso varar os obstáculos ao encontro do Mestre, o Sol Claro de nossas almas.

De mensagem recebida em 26.04.1958.
Do Livro “Bezerra, Chico e Você”
Psicografia: Francisco Cândido Xavier

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...