terça-feira, 9 de junho de 2015

Joanna de Ângelis - Diante do Destino


Equivocado o ensino de que a "sorte é responsável pelo destino de cada homem".
Absurda a teoria em torno dos que devem irremissivelmente "sofrer desgraças".
O destino individual resulta dos atos de cada criatura. Por isso mesmo, a todo instante, sofre ela injunções positivas e negativas que lhe alteram a planificação.
Querer ou não querer, esforçar-se ou não pelo triunfo pessoal, depende de cada aprendiz da vida.
Não transfiras culpas, escudando-te no destino, ou no propelimento da natureza íntima, ou nos fatores circunstanciais...
Acumpliciamento com o mal é afinidade para com ele. Sintonia com o bem é sede de amor e ânsia de felicidade.
Lição é prêmio da vida, como a experiência representa aquisição preciosa do esforço pessoal, intransferível.
De forma alguma desistas de lutar, de tentar em esforço de reabilitação, de repetir a tarefa até lograr a vitória.


Médium: Divaldo Pereira Franco
Livro: Leis Morais da Vida (extrato) - Ed. LEAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...