domingo, 28 de junho de 2015

Joanna de Ângelis - A Tua Parte

Há quem diga que a Terra é uma "vale de lágrimas", numa atitude pessimista e recriminatória contra o Planeta que nos serve de colo materno, auxiliando-nos no processo evolutivo.
Algumas pessoas informam que detestavam a vida terrestre, somente enxergando, no mundo, aflição e dor, numa constante de ignóbeis tormentos.
Outras insistem em que a existência física não passa de um purgatório infeliz, onde a lágrima e a sombra se unem, compondo uma singular patética de desespero sem fim.
Os que têm, porém, conceitos de tal natureza, encontram-se com uma visão deficiente da realidade.
A Terra é o que dela temos feito, aguardando nosso contributo, a fim de ascender na escala dos mundos.
Escola de almas, é o educandário eficiente, no qual adquirimos sabedoria e experiência viva.
Hospital abençoado, enseja a recuperação da saúde do corpo e do espírito, mediante a terapia do amor e da beneficência.
Lar formoso, recebe os trânsfugas e auxilia-os ma fixação dos valores transcendentes indispensáveis à felicidade real.
Anota, no teu canhenho de compromissos habituais, o encontro com a dor do próximo, como exercício para a avaliação do sofrimento purificador.
Visita hospitais, de modo a confraternizar com os enfermos, que necessitam de uma palavra gentil, que lhes diminua a aflição, promovendo-os, na soledade em que se encontram.
Realiza uma excursão a um presídio, objetivando levar estímulo aos que ali estão, após o delito em que tombaram.
Experimenta conhecer a necessidade, num bairro pobre, conduzindo amizade e pão a alguém desfalecente nas garras da miséria.
Intenta doar um pouco do que te sobra.
Não incumbas a outrem fazê-lo por ti.
Propõe te realizá-lo e verás o quanto de bem te ensejará o tentame.
É muito melhor e mais ditoso do que receber.
Assim procedendo, modificarás a situação dos menos felizes, alterando a face sócio moral da Terra.
Facilmente se podem identificar problemas e desaires, diagnosticar males e misérias.
Importante, todavia, será sanar a face prejudicial das coisas, facultando o aparecimento dos valores positivos que se encontram em toda criatura como em todo lugar, embora ocultos.
O homem é divino investimento do Pai Criador com todas as potencialidades em gérmen.
Auxiliá-lo a desabrochar esses tesouros latentes é o objetivo da reencarnação.
Torna a Terra, pelo seu contributo de amor, o pórtico do reino de venturas, que logo mais se estabelecerá, não aderindo aos conceitos perniciosos e pessimistas em que muitos se estribam para negar-se operosidade e ação beneficente.
Ergue o caído, ajuda o aturdido, socorre o aflito, doa-te a vida e a vida te responderá em dádivas de esperança e progresso superior.
Esta será a tua parte na obra do Pai.

Divaldo Pereira Franco
Obra: Oferenda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...