terça-feira, 11 de outubro de 2016

Oração e Paciência - Marco Prisco

“... e passou a noite, orando a Deus.”

Visitado pela agressividade gratuita dos atormentados, guarde-se na oração e na paciência.
A oração lhe concederá inspiração e a paciência o tesouro do tempo para a indispensável compreensão do problema.
Aturdido pelas nuvens das queixas e das lamentações que engendram perturbação e balbúrdia, busque a oração e a paciência.
A oração lhe oferecerá a luz do discernimento e a paciência a diretriz para seguir confiante.
Batido pela pusilanimidade e pela maledicência dos frívolos, requisite a oração e a paciência.
Oração é equilíbrio; paciência, segurança.
Vencido pela pertinácia dos maus, não esqueça da oração nem da paciência.
A oração lhe doará forças e a paciência, ânimo para reiniciar a jornada com otimismo.
Instado ao abandono das tarefas pelo aparente triunfo do mal, volva à oração e à paciência.
A oração sustenta na perseverança do ideal e a paciência faculta oportunidade para a reflexão.
Imbuído dos ideais superiores da vida, saia da jactância da vaidade e demore-se na oração e na paciência.
A oração é ponte para liga-lo ao Pai e a paciência é a estrada por onde você deambulará até lograr essa meta superior.
Em qualquer circunstância: na vitória ou no fracasso, na paz ou no combate, entre amigos ou sitiado por adversários, jubiloso ou em lágrimas, recolha-se à oração e à paciência.
A oração lhe abrirá a comporta mental para a inspiração, a paciência lhe dará os meios para guardar no imo a resposta divina.
Orando, Jesus manteve direto contato com Deus.
Paciente, superou todos os obstáculos e, apesar de abandonado, aparentemente vencido, atraiu todos ao Seu coração magnânimo.

Livro: “Momentos de Decisão”, de Divaldo Pereira Franco, pelo Espírito Marco Prisco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...